domingo, 13 de dezembro de 2009

Life is unfair, kill yourself or get over it


Com sono, com raiva e extremamente sendo absorvida pela TPM e o inferno astral que não me deixa nem depois do aniversário passeio as 3 da manhã na internet. Vejo meu perfil que criei lá trás fake para mostrar todo esse lado sujo de emagrecer. Vejo novos blogs e perfis criados, todos sempre começam iguais: um toque de ingenuidade, muita força pra aguentar o pique de exercícios e a maratona de comer cada vez menos. Os blogs todos enfeitadinhos com suas devidas tabelinhas para se informar sobre peso, IMC e taxa de gordura. Que bom se conseguisse chegar ao objetivo e parar e viver bem não é?
O problema é que se você não fica um esqueleto ambulante, você continua gorda mas com a mente toda fodida e voltada para essas paranóias.

Quero que o dia amanheça sem precisar dormir. Quero me sentir bem e tirar toda essa raiva, ódio e nojinho que peguei dos meus próprios familiares. Mas não dá quando as pessoas não cativam o afeto em você desperta o ódio.

Bom cogito a possibilidade de arrumar força não sei da onde(do cú rs péssima educação e humor) para me matar de suar nas madrugadas. Fazer algumas baterias de exercícios. O que pode ser muito bom já que o metabolismo diminui a noite e o meu já é lerdo por natureza.
Quero emagrecer, ficar magrela se possível um esqueleto ambulante só não sei se isso vai adiantar alguma coisa.
Sou a pessoas com o inconsciente mais ativo e xereta que conheço. Veja bem sempre ele é ativo e me atrasa. Quero emagrecer e com isso espero me sentir melhor. Só que lá no fundo acho que emagrecer não me fará me sentir bem, sabe? BEEEM realmente como desejo, como busco e daí que o xereta se mete e me atrasa esse lado me protegendo? Que merda!
Queria tanto me sentir viva e que para isso não precisasse fazer cortes e colecionar belas cicatrizes pelo corpo.
Emagrecer não fará eu me sentir bem e nem é pelo meios malucos e nada saudáveis que utilizo mas sim pelo simples fato de não enxergar vida para mim.
É como se tivesse partido faz tempo mas minha alma por alguma razão ficou presa ao corpo que por alguma razão mais absurda ainda resiste. Pra quê? Não sei


Me sinto seca, sem vida é como se minha vida fosse um fio fininho que se sustenta a qualquer custo.
Queria muito acordar é deixar de pensar: “droga ainda estou aqui”, queria pensar que isso é só uma fase e vai passar mas porque já dura há tanto tempo?
Queria deixar de imaginar que estou enfiando uma faca no peito, que estou me jogando na frente de um carro que estou me matando. Mas desde dos 13 anos não consigo.
Queria deixar de tentar impressionar minha mãe para ser notada e sentir que de verdade o afeto que ela diz ter mas não consigo.
Queria deixar de ser facilmente dominada por emoções alheias que me obrigam a me anular para estar sempre ali para os outros.
Queria viver, me sentir bem não precisa ser o tempo todo sabe? Mas pelo menos me sentir parte do todo que existe.
O dia que me encontrar vai ser bom e bem feliz, se acontecer.

Ah se sentir assim é uma merda e não desejo isso nem para as pessoas que neste exato momento odeio e que com isso faz minha alma ficar podre e se alimentar de si mesma morrendo aos poucos.

Pessoas do meu coração que ainda passam por aqui, desculpe.
Vamos manter a força, não sei pra quê mas vamos manter né?
Muita Luz
Força sempre.
bjo

6 comentários:

Katheryne disse...

Queria poder ajudar você. Assim ajudaria a mim também.

Gabi Antonelli disse...

Oi meu amor! Que saudade de você! Seu blog é o primeiro que leio depois da temporada que passei away e esse post me fez lembrar bem da rotina que eu já havia esquecido. Ver vc falando em ficar magrela me fez perceber a vergonha que está a minha rotina de comer, comer e comer.
Olha Tange, eu só posso dizer que estou do seu lado sempre pra te ouvir e te lembrar o quanto vc é querida.


Um beijo grande!!

Safire Williams disse...

TPM é foda... Tem meses que ela me ataca e eu chego a gritar de raiva...Fico louca...Quanto a nós, as que vem aqui mesmo quando não dá pra gente se comunicar, o importante é que temos umas ás outras. Quando você faz um post e a gente vem e lê, você já está ajudando alguém que está passando por situacão semelhante mesmo que esta pessoa não tenha o tempo pra vir e te dizer: amei teu post, me ajudou muito. Vou sempre passar aqui quando puder:-)

agatha disse...

ain amorr,concordo plenamente contigo sobre os blogs,tnem me sinto assim,keru falar contigu bjão

Marcy! disse...

Nem é de ti mesma que a tua alma se alimenta, o problema é que quando tu fica triste, ela se deixa ser sugada pelas coisas ruins.

Há de haver uma saída, porque tu merece, e é mais forte que um tpm, ou que uma tristeza.

Bjos.

Brisa disse...

Força flor!!! Vi no seu twitter que faz muay thai.. fica firme!