sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Change Is Hard

Olá como estão? Saudades!

Sempre desde que me entendo por gente me conheço como uma pessoa triste. Teve um momento breve em que tentei tomar as rédeas de meus caminhos, meus sentimentos e pensamentos e por um curto(muito curto mesmo) período consegui. Foi tão surreal não me importar com o que falassem de mim ou se estavam me observando, sabe lidar com meus momentos, desejos e tudo que precisava era me amar que o resto de alguma forma mágica o universo se encarrega de ajudar a abrir caminhos, novos caminhos. Mas como disse foi algo muito rápido, e nesta época conseguia estar de bem com meu caminho espiritual, foi quando me joguei em prática e estudo e tudo que absorvia sobre este caminho me fazia bem. Agora desejo mais do que nunca sim me tratar dessa tristeza que persiste, todos os dias me levanto com uma tristeza por ainda conseguir levantar, por ainda está ‘viva’ e sobrevivendo...mas tenho meditado tanto sobre isso. Aqui exponho coisas que ninguém sonha sobre mim, e deixo aberto a comentários. Graça aos deuses aqueles chatonildos de plantão anônimos passam longe do meu cantinho e recebo os comentários de pensamento aberto. Não ligo de puxões de orelhas, porque eu mesma puxo algumas, e sem contar o carinho que recebo e o quanto me sinto acolhida por vocês. Sempre fiquei intrigada de não saber o porque ainda permaneço aqui, seria tão fácil acabar logo com isso, minhas intenções suicidas diárias me atormentam e não entendia o porque de não o fazer...começo a perceber que minha luta não era pra tentar se matar, ter coragem pra tal ato mas era o contrário luto ainda que ridiculamente e passivamente para sobreviver. Este restinho de luz que tenho e fica bruxuleando quase acabando é guerreiro!
Vou procurar ajuda agora em setembro, porque não vou já? amanhã? Tudo pra mim tem que ser passado como uma rotina, tenho que rememorar várias e várias vezes na minha cabeça até acreditar que aquilo é algo totalmente natural do meu dia a dia #a maluca
Com isso também penso que não adianta eu cuidar da cabeça psicologicamente falando e não cuidar do meu lado espiritual =/ porque o que busco é um equilíbrio para viver saudavelmente. Isso implica em dietas maluquetes né? porque não consigo por na minha cabeça que comer normal vai me levar aos quilos desejados. Vou procurar conciliar ambas metas, que são 3 : bem estar psicológico, peso desejado e espiritualidade bem praticada!

Enquanto isso fico aqui nessa agonia de setembro, mês de aniversário sempre me deixa assim. Tenho tentado me distrair com as unhas rsss


bjokas
Força Sempre!

4 comentários:

PsicoAnna disse...

Não sei se nasci triste ou desde quando sou assim, mas tb sempre tive essa sensação. Minha luta contra essa tristeza começou em 2006 na balança, mas desde ano passado, além da balança tento mudar minha cabeça, sabe oq descobri? Que oq me deixa mais p/ baixo ou + alto astral são as pessoas. Me afastei dos vampiros, e venho me aproximando dos espiritos alegres.
Pelo seu blog (não só txt, mas aparência), pelas suas fotos, parece msm q vc está deprê. Sei como é difícil sair, sei como é difícil ouvir as pessoas disserem sai dessa. Mas sinto que a única coisa que posso fazer é essa. Olha essas unhas coloridas lindas, e muda, não tenha medo, é difícil tem razão, mas lembre-se do que te espera depois, nunca se esqueça disso. A primeira e principal pessoa que deve lutar por vc é a garota refletida no espelho, quer vc goste ou não.
Entào se livre das pessoas e do clima ruim que te cerca e lute, lute muito por aquilo que te vai fazer feliz.

Bjoss

Atras da verdadeira identidade anaemia disse...

Sua sumida!!! (IN) felizmente só nós temos o poder de tratar aquilo q nos amedronta ou entristece..não existe remedios e formulas magicas...nao existe manuais de instrução de "como ser feliz em 10 lições"..se bem q tem mt gente q tenta nos ensinar mas parece q as formas de felicidade são tãão individuais..a vida é feita de momentos felizes..e são estes momentos q tornam nossa vida especial...o conceito de felicidade é mt peculiar..e a gente às vezes passa idealizando algumas coisas q não agimos p q as mesmas aconteçam..digo isto por mim...q sei exatamente o ke kero mas me sinto enfraquecida p tomar decisões...espero q encontremos o caminho q nos leve direto a ela e de preferencia sem escalas rs bjus e se cuida

Anna Bunny disse...

ALOKA POR UNHAS!!!
Ui, passou. Não tenho mais onde socar vidrinho de esmalte lá em casa, ams num dura dois dias qdo faço ¬¬
SEmpre leio seu blog lembro de uma época literalmente mágica da minha vida. As coisas em q eu acreditava, q me traziam muito problema as vezes (Sabe o "Saber, Querer, Ousar, Calar"? Eu tinha um problema com o calar. Queria q as pessoas aceitassem quem eu era e ponto, oq obviamente, não dava certo)Mas mesmo assim houveram épocas em que minha crença foi oq fez eu me sentir menos sozinha. Eu tb sempre fui triste, qdo minha psiquiatra perguntou isso pela primeira vez me dei conta de que não lembro de ter sido feliz algum dia - assim, sem essa tristeza latente que me deixa insatisfeita com tudo (incluindo, mas não apenas, com meu peso). Mas quando eu acreditava tive mais esperança.
E pq o verbo passado? Pq até isso perdi. A capacidade de acreditar, de viver de mudar. Hoje to aqui, vegetando, quase. Se não tivesse cérebro pra pensar noq perdi e não consigo de volta, era mais fácil.
Que feio, comentando pra falar de mim ¬¬
Sei o quanto é dificil sair dessa tristeza, sei tb como enche ouvir "vc tem q tentar". Mas sei q vc pode. Sei que vc consegue. E torço muito por vc, por mais q raramente comente, sempre leio seu blog e sei que vc vai conseguir ser feliz de novo.
Bjs.

(●• LIA •●) disse...

oieee amiga!
Como vc esta?!
Quero sabe notícias!