terça-feira, 4 de setembro de 2007

A pergunta

Well, who are you? (Who are you? Who, who, who, who?)
I really wanna know (Who are you? Who, who, who, who?)
Tell me, who are you? (Who are you? Who, who, who, who?)
'Cause I really wanna know (Who are you? Who, who, who, who?)
The Who - Who Are You?



Agora que faço parte mais ativamente das comunidades que falam sobre ana&mia, vejo com freqüência muitos tópicos criticando e questionando as atitudes das anas&mias. Pessoas totalmente contra e que acham absurdo e usam argumentos como pessoas pobres que não tem o que comer versus as anas que jogam comida fora, inúmeras pessoas desdenhando de anas&mias, dizendo ser modinha, dizendo serem pessoas fúteis que só se preocupam com o físico.
Não jogo comida fora, deixo de comer sim, e aqui em casa como eu cozinho diminui o tanto de comida para não estragar. Gostaria também de poder ajudar, uma pessoa que fosse, mas ainda não tenho essa bola toda. Não sou fútil, me preocupo e tenho consciência de outras coisas que não seja o físico.
Também não podemos esquecer que essas anas que escondem comida e jogam fora, estão doentes. Há pessoas que vivem com a ana como estilo de vida, outras não. Mas ambas depois de um certo tempo de ana pode perder o controle. Já vimos vários casos de pessoas famosas e não famosas morrerem, a ana começa com um trabalho psicológico tão lento e forte que depois de “inserida” na cabeça da pessoas fica muito difícil se curar e controlar. Já vi muitas meninas dizerem que emagrecer se torna um vício. Quero emagrecer, gosto de usar roupas que não cabiam antes em mim e ainda não uso umas frases que tenho visto muito[“...quero ser magra, nem que precise morrer...”, “...morro, mas morro magra!”], mas não digo que nunca usarei porque tenho consciência que posso perder o controle. =/
E sou totalmente contra a “ensinar” pessoas a “pegarem” ana&mia!

Aí em alguma hora nessa vida vem a pergunta. Ou familiares, ou pessoas desconhecidas que tomam conhecimento da situação de uma ana&mia ou nós mesmos(pessoas que vivem com a ana) se questiona o porquê de tudo isso. São tantas respostas e inúmeros motivos. Cada qual com seu caso. Não custa muito as pessoas do contra não julgarem sem antes saber os motivos e a situação e se não tem o intuito de ajudarem, de dizer palavras amigas é só se manterem afastadas(o que olhos não vêem o coração não sente não é ?...).
No caso de familiares e amigos é difícil ver uma situação dessa, mas se uma pessoa ana&mia não quiser ajuda não tem muito o que fazer. =(

A(s) pergunta(s)

Por que quero ser magra?
Por que estou fazendo isso?
Quais são meus principais motivos?

Acho muito bom o auto questionamento, porque só assim vai saber
seus reais motivos, seus limites...
Agora eu digo que se você acha que tem forças para conseguir um método
mais saudável para alcançar seus objetivos, aposte nele e tente resistir ao máximo antes de optar pela amizade da ana. E quando decidir mudar algo na sua vida, quando tomar decisões que farão grandes mudanças, pense em você. Não queira mudar exclusivamente para agradar alguém. Primeiro busque se amar para depois pensar em amar alguém.
Tá desculpa, foi um papinho ‘cabeça-chata’ mas eu preciso muito escrever sobre isso.
Força & Sucesso sempre gurias&guris.


Cardápio de Segunda [ 03/09/07] 100kcal

café da manhã: 1 café c/ adoçante (2kcal)


almoço: 1 tomate (20kcal)

jantar: 1 pãozinho (50kcal)
1 café c/ açúcar (26kcal)

saldo final: 98kcal

7 comentários:

Balzakianna disse...

Oi linda, vou pedir p/Ana Blues te mandar um convite, ok?
Bjocas estaladas nas bochechas

Balzakianna disse...

Já deixei recadinho p/Blues.
Bjos

*Lidih* disse...

Oi querida!

Então, acho que você esta certa em alguns pontos e em outros também.

As pessoas tratam a anorexia de forma errada.

Tenta se livrar de uma doença tentando matar o paciente, como se isso fosse possível.

Mas eu também não consigo dar muita opinião sobre este tema.

Porque afinal de contas eu me sinto encantada com esse mundinho, então, é melhor ficar na minha.

As vezes fico pensando que a família de um anoréxico deve sofrer muito também...

De qualquer forma, não recebo nenhum tipo de agresão... então não tenho muitos argumentos!

Bjos e tenha uma ótima semana!

== FORÇA! ==

Ana Boy disse...

bom, n há que confrontar anas&mias com pessoas subnutridas de países sub-desenvolvidos. Se dependesse de anas e mias sobrava comida para todos.
Já se dependesse de obesos... não sobravam nem as migalhas.
Anas e mias podem viver no seu canto sem interferir na sociedade, não percebo o porquê de tanta ira e raiva contra nós.
Enfim... enfrentamos tantas coisas, levamos pancada de todos os lados que isso é só mais uma bofetada.

bjs******

Ana Blues disse...

Linda, te mandei um convite pra ler meu blog, tá? Um amor esse seu cardápio. Queria estar numa fase menos compulsiva, mas quem sabe com meu novo projeto consigo ao menos não engordar...
Foi ótimo o papo-cabeça. Quem tem qualquer TA sabe que às vezes é preciso parar e pensar.
Beijos mil!

eucommymesma disse...

Você falou tudo! essa pessoas que entra nas comunidades ana.mia, somente com a finalidade de xingá-las, perdem o seu tempo e faze mais mal ainda as meninas do que ajudam.. só fazem elas querem provar pra sociedade que podem e conseguem o que almejam.. e isso vira uma bola de neve, podo em risco a vida delas...
Muitas pessoas não entendem que isso se trata de uma doença psicológica, e na ignorância, cometem esses atos...

Concordo muito com vc, no aspecto de dizer aquelas frases que vc citou no post, e não me considero ana, muito menos mia, mais sei que isso é uma coisa que não se pode evitar ou ter certeza, pq não sabemos o dia de amanhã não é?

puxa.. vc come bem pouquinho.. logo vai alcançar suas metas.. parabens!

bjossss!!!

Anna.Dark disse...

CLAP CLAP CLAP CLAP (palmas! hehehe!)

Menina, achei o máximo esse teu post, sabia?
Olha, eu bloqueei meu blog justamente por isso. Porque pela proporção desse assunto, as pessoas entravam lá pra me questionar, mesmo sem sbaer de nada, sem me conhecer.

Odeio ser jogada no mesmo saco de pessoas que levam o TA na brincadeira. Caramba, isso é tão sério.

Eu acredito que ainda possuo controle e cosciência de alguma forma, mas tenho a exata noção do que o meu problema já passou do comer ou não comer. O negócio é mental, é vontade de ter controle sobre mim, sobre o meu corpo, emagrecer é consequencia.

Acho muito bacana quando ejo posts assim com tanta coisa pra dizer. Isso prova que não somos fúteis, temos discernimento sim. E as vezes somos muito mais do que esses parasitas que n tem o que fazer e ficam nos metendo a boca.

E aposto um lacto purga ctgo de que eles vão ser os primeiros a pirar o cabeção pra emagrecer agora que tá chegando o verão? Aposta? (risos!!)

Tagerine Princess, um beijão pra vc, guria!

Té mais!